Seja bem vindo ao meu espaço :)




terça-feira, 19 de maio de 2009

A PRESSÃO PSICOLOGICA QUE SENTE UM ATLETA

Todos nos temos presentes as imagens do descontrolo emocional de Pepe, ao serviço do real Madrid, muitos afirmaram que foi pura maldade, outros que se descontrolou no momento.
A maioria das vezes olhamos apenas para o lado bom de ser futebolista e esquecemos o lado menos positivo.
A verdade é que um atleta, principalmente os de alto rendimento , é lhe exigido uma dedicação intensa para obter os melhores resultados possíveis, sejam eles individuais ou colectivos.
A situação de um atleta dia a dia envolve sempre imensa pressão, desde a luta por um lugar na equipa para ser opção para o treinador, a luta contra si próprio para se superar, depois vem a imprensa que não podemos esquecer que tem um papel importante, são as noticias que nos podem tirar os pés da terra ou então tirar-nos a auto-estima com noticias ruinosas para a nossa carreira mas que mexem com o nosso interior e leva a mudanças de comportamentos.
Dai a importãncia que o treinador terá que ter nas relações com os atletas de modo a que conheça bem a sua personalidade, pois é o elemento mais próximo do atleta ao longo da época, e mesmo em que clube que tenham psicólogos para se poder planear programas de treino psicológico é necessário saber se existe um estado psicológico característico que permite ao atleta alcançar o seu máximo rendimento, mas para isso são necessárias investigações.
Sei que tudo isto não desculpa as atitudes que muitas vezes se vêm em campo, mas se podermos entrar um pouco na pele desta caso do Pepe, poderemos compreender de uma forma diferente, entender é mais importante que criticar.
Tente visualizar, Real Madrid na luta pelo titulo, jogo empatado, de repente uma falta cometida por si que poderá deitar por terra todos os sonhos, os seus, os dos colegas, dos sócios, a sensação de injustiça no momento, a confusão de ideias, a revolta, a fúria principalmente que se debate no seu interior, tudo isto é muito difícil para a pessoa que o vive, para nós que assistimos é apenas um acto de violência mas é importante apurar o que está por detrás daquela atitude sabendo que é indesculpavel a sua atitude.

7 comentários:

Anónimo disse...

Mister ja leio o seu blog a muito tempo e este texto tocou-me, é verdade que as pessoas so veem o lado bom de quem joga a bola mas esquece-se do outro lado, dos ordenados em atraso, falta de alimentaçao, do modo como somos tratados por dirigentes quando as coisas não correm bem, as vezes abaixo de cão. é importante ter um treinador assim proximo dos jogadores!
peço desculpa por não me identificar.
abraço e continue

Anónimo disse...

fonte segura:
chumbeiro vai ser o proximo treinador do morense

Carlos Rodrigues disse...

Amigo João mais um bom tema sem duvida, a vida de futebolistica permite muita coisa boa mas tambem tem que se ter grande caracter para aguentar muitas coisas, a principal é sem duvida a competiçao, não so com o colega mas para se superar a si proprio! depois sao as questoes que rodeiam o futebol como o jogador do comentario acima refere, existe muitas situaçoes que são dificeis de superar, reparem nos jogadores do E.Amadora e outros mais camuflados, quem se sente tranquilo para trabalhar nessas condiçoes?
as vezes e necessario entender o que leva os jogadores a cometer deteminadas loucuras antes de o massacrar!
abraço

Anónimo disse...

epa...esta alguma coisa escrita no post sobre o mor? parece mentira mas e verdade, em todos os blogues esta algo sobre o mora, irra, respeitem os post!Deixo um conselho ao gestor de não aceitar coementarios se não tiver a ver com os post!

Luis Manuel disse...

Bem joao, este não é uns dos aspectos dos quais estou a vontade para falar mas posso ja te dizer que tambem vou voltar a estudar caso continue em Portimão e que enverdei pelo mesmo curso que tu porque sem duvida que a parte psicologica é a mais importante!
Muitas vezes ouvimos falar nos jornais e tvs que as equipas, os jogadores não aguentaram a pressão psicologica mas tirando os grande ninguem tem psicologos para treinar essa parte que é importantissima porque o jogador é humano e como tal sujeito a pressão de um desporto que a esse nivel chega a ser sufucante e mesmos nas questões extra futebol, dou o exemplo de Miguel Veloso, será que tivesse quem o prepara-se para a pressão mental teria o comportamento que teve com o Sporting?
Abraço e continuaçao

Joao Prates disse...

Epa...eu a pensar que ia pa Portimão pa te dar apoio e tu tiras-me o lugar!ehehehehe
acho que fazes bem, a vida termina quando morremos!
abraço

Diogo de Melo disse...

vou pegar no que disse o luis manuel... dizem que não há dinheiro para estar a pagar a psicologos do desporto...mas se no sporting houve-se um psicologo podia-se ter evitado a situação do Veloso e ele jogaria e pelo menos mantinha o valor...agora vale menos alguns milhoes do que que valia, e esse dinheiro chegaria para pagar a "300" psicologos"! Por isso contratar um psicologo não é uma despesa mas sim um investimento.
Há i tambem estudo Psi. com o João:p