Seja bem vindo ao meu espaço :)




terça-feira, 31 de março de 2009

FORMAÇÃO E OS DIVERSOS FACTORES

Cada vez se fala mais em formação e com as alterações que se vão verificar no futebol Português a curto prazo, a formação ganha ainda mais importância.
Os clubes de média dimensão e com menos expressão nomeadamente a nível distrital deverão cada vez mais apostar na formação de modo a poder obter dividendos financeiros no futuro, quer com a possibilidades de atletas que sobressaiam e vão para outros clubes, quer também para aproveitar os jovens da formação para o seu plantel sénior.
Falar de formação não pode ser feita de ânimo leve e envolve muitos factores, falar de formação, é falar de um conjunto de factores, complexos, que podem assumir diferentes ângulos de visão e entendimento por parte de diferentes agentes.
Como disse Queiroz, as mais diversas entidades devem assumir que “falar de futebol de formação, é fundamentalmente falar do futebol de amanhã". Assumido este aspecto, a questão começa a ganhar alguma simplicidade, se queremos para “amanhã” um futebol evoluído, em constante aperfeiçoamento, com melhores jogadores, homens e atletas melhores formados, melhores equipas e melhores resultados, então o trabalho tem de ser bem feito já “hoje”! eles vão se reflectir futuramente no trabalho que é desenvolvidos hoje.
Existem diversos processos em que devemos estar atentos, um deles é o processo de crescimento onde os jovens estão sujeitos a muitas modificações corporais e que determinam diferentes consequências no processo de treino. Em termos gerais, as fases de desenvolvimento passam pelos seguintes princípios:
Dos 6 aos 10/12 anos: rápida maturação do sistema nervoso e crescimento lento (período óptimo para aprendizagem), ATÉ AOS INFANTIS.
Dos 12 aos 14 anos: rápido desenvolvimento ósseo e menor evolução em termos orgânicos e musculares; grande aceleração no crescimento,INICIADOS.
Dos 15 aos 19 anos: progressiva maturação (em especial do sistema orgânico e muscular) e crescimento lento (aumento do peso e massa muscular),JUVENIS E JUNIORES.
Por outro lado é preciso ter em conta que cada atleta ou ser humano crescem a ritmos diferentes, e por isso mesmo miúdos com idades cronológicas iguais poderão ser miúdos com idade biológica completamente diferente.
Aqueles atletas mais desenvolvidos em termos maturacionais e que competem no mesmo escalão terão mais vantagens, desta forma terá que existir por parte dos treinadores um verdadeiro factor da formação não fazendo escolhas pelos mais altos, mais fortes independentemente de serem realmente os melhores, o importante aqui é evitar que os menos avantajados desistam da prática do futebol ou se sintam descriminados.
Deve-se ter especial cuidado com aqueles atletas menos desenvolvidos, quer em termos maturacionais quer em termos técnicos e não valorizar em demasia aqueles que se destacam pelo favorecimento do porte atlético, deve-se observar a sua evolução em todos os aspectos e muito importante ter a consciência que nem todos os atletas apesar de estarem no mesmo escalão, nem todos tem o mesmo grau de prontidão tal como acontece connosco, adultos, nem todos temos a mesma capacidade de aprendizagem com a mesma rapidez.
O importante mesmo é saber distinguir entre formar para o seu desenvolvimento e aperfeiçoamento e formar para escolher os melhores o que em formação é um absurdo.


segunda-feira, 30 de março de 2009

CURIOSIDADES DO FUTEBOL


Sabia que a Suíça foi a primeira selecção a ser eliminada de um Mundial sem sofrer um golo? parece difícil mas foi possível

domingo, 29 de março de 2009

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS, SEGUNDA DIVISÃO B

Na serie C Eléctrico folgou e viu Praiense e Penalva aproximarem-se perigosamente.
Na serie D Aljustrelense vence e continua a lutar pela manutenção numa serie em que ninguem desiste.

SERIE D

O.Moscavide-1 Aljustrelense-2
Mafra-1 Beira Mar-0
Torreense-2 Oriental-1

1º-Oriental 24
2º-Ol.Moscavide 22
3º-Mafra 21
4º-Aljustrelense 20
5º-Torreense 17
6º-Beira Mar 12



DIVISÃO DE HONRA DA AF ÉVORA, JORNADA 21

Continua a luta entre Vendas Novas e U.Montemor pelo primeiro lugar, Monte Trigo e Escouralense também vencem na luta pelo terceiro lugar, no fim da tabela Arraiolense (foto) perde e a descida já é uma certeza.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Arraiolense-1 Oriolenses-3
Redondense-3 Borbense-1
U.Montemor-4 Portel-1
Sp.Viana-1 Calipolense-0
Bencatelense-0 Vendas Novas-1
Arcoense-0 Escouralense-1
Alandroalense-1 Monte Trigo-2


1º-Estrela Vendas Novas 59
2º-U.Montemor 58
3º-M.Trigo 41
4º-Escoural 35
5º-Alandroalense 32
6º-Oriolense 27
7º-Portel 25
8º-Redondense 22
9º-Sp.Viana 21(-1j)
10º-Arcoense 21
11º-Borbense 20
12º-Bencatelense 20
13º-Calipolense 16
14º-Arraiolense 9(-1j)

26ª JORNADA DA AF PORTALEGRE

Gavionenses segue tranquilo rumo a terceira divisão, Fronteirense continua á espera de possivel deslize do líder, Montargilense perde em Alpalhão e em Monforte ouve chuva de golos.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Fronteirense-1 Est.Portalegre-0
Arronches-1 Santa Eulália-3
Monfortense-3 Alter-3
Campomaiorense-2 Portus Alacer-2
Alpalhoense-1 Montargilense-0
Santo Amaro-1 Esperança-0
Gafetense-6 Nisa-0
Portalegrense-0 Gavionenses-2


1º-Gavionenses 62
2º-Fronteirense 53
3º-Est.Portalegre 49
4º-Sta.Eulália 46
5º-Gafetense 45
6º-Campomaiorense 44
7º-Portalegrense 39
8º-Monfortense 39
9º-Alter 37
10º-Montargilense 34
11º-Portus Alacer 32
12º-Santo Amaro 31
13º-Alpalhoense 25
14º-Esperança 18
15º-Nisa 17
16º-Arronches 11
17º-Povoa Meadas 2

21 JORNADA DA AF BEJA

Moura perde com Milfontes que aproveita derrota do Piense para subir ao segundo lugar, D.Beja empata em casa e não aproveita deslize dos primeiros.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Aldenovense-5 São Marcos-2
Vasco Gama-1 Despertar-0
Milfontes-1 Moura-0
Barrancos-2 Odemirense-3
D.Beja-1 Ferreirense-1
Serpa-3 Cabeça Gorda-3
Almodôvar-3 Piense-1


1º-Moura 49
2º-Milfontes 39
3º-Almodôvar 37
4º-Piense 37
5º-D.Beja 36
6º-São Marcos 29
7º-Vasco Gama 27
8º-Barrancos 26
9º-Aldenovense 26
10º-Odemirense 25
11º-Despertar 22
12º-Serpa 21
13º-Cabeça Gorda 17
14º-Ferreirense 17

21 JORNADA DA AF ÉVORA, SERIE B

Perolivense já qualificado para a segunda fase, Santiago Maior ou Corval, um deles fará companhia, Estremoz derrotado na jornada de hoje.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Rio Moinhos-1 Santiago Maior-1
Perolivense-2 Azarujense-1
Corval-3 Rosário-0
São Romão-1 Amieira-0
São Manços-3 Estremoz-0
Vera Cruz-2 Aldeense-1

1º-Perolivense 48
2º-S.Maior 46
3º-Corval 43
4º-Estremoz 37
5º-S.Romão 35
6º-R.Moinhos 34
7º-S.Manços 29
8º-V.Cruz 22
9º-Aldeense 22
10º-Azarujense 18
11º-Rosário 17
12º-Amieira 3

FUTSAL FEMININO

Terminou campeonato feminino de futsal com Juventude de Évora já campeão, Luso Morense perdeu em Casa Branca e com a derrota disse adeus ao terceiro lugar quando bastava um empate, erros defensivos e a excelente guarda redes da equipa da casa foram os grandes obstáculos.


RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Casa Branca-3 Luso Morense-2
Casa Benfica Évora-1 Juv.Évora-2
Arraiolense-4 GD Montemor-7

1º-Juv.Évora 28
2º-GD Montemor 25
3º-Casa Benfica Évora 12
4º-Luso Morense 12
5º-Arraiolense 6
6º-Casa Branca 6

sábado, 28 de março de 2009

21ª JORNADA DA AF ÉVORA, SÉRIA A

Com a vitória de hoje Valenças confirmou a passagem a fase seguinte indo disputar a subida á divisão de honra, Na luta pelo terceiro lugar Morense levou a melhor, destaque para a vitória do Brotense em Cabrela.


RESULTADOS E CLASSIFICAÇAO

Canaviais-0 Valenças-1
Morense-2 Santana-1
Alcaçovense-2 Cortiço-2
Cabrela-0 Brotense-2
Santo António-3 Outeiro-1


1º-Giesteira 46
2º-Valenças 39
3º-Morense 34
4º-Santo António 32
5º-Santana 31
6º-Canaviais 28
7º-Alcaçovense 21
8º-Cabrela 20
9º-Cortiço 19
10º-Brotense 18
11º-Outeiro 3

PORTUGAL CADA VEZ MAIS LONGE DO MUNDIAL


Portugal empatou e fica cada vez mais longe do apuramento para o mundial, Dinamarca e Hungria vencem o que ainda dificulta mais a vida a Portugal.


Portugal-0 Suécia-o

Albânia-0 Hungria-1

Malta-0 Dinamarca-3


1º-Dinamarca 10

2º-Hungria 10

3º-Albânia 6

4º-Suécia 6

5º-Portugal 6

6º-Malta 1

sexta-feira, 27 de março de 2009

RESULTADO DA SONDAGEM

58% acha que a rotatividade de um plantel é importante para motivar um plantel enquanto 42% acha que ela deve ser feita se existir um plantel de qualidade.
Concordo com ambas desde que exista qualidade para tal.

ENTREVISTA A NUNO PASSARINHO, GUARDA REDES DA U.D.RIO MAIOR




Nuno Passarinho é um dos nomes que tenho referenciado na minha lista de jogadores, um dos melhores guarda redes das divisões não profissionais e claramente com qualidade para outras paragens,saiu das distritais para a segunda divisão B e triunfou, se em termos desportivos tudo tem corrido pelo melhor já no aspecto financeiro tem encontrado clubes que raramente lhe pagam o ordenado, aconteceu em Abrantes e agora em Rio Maior.Pode ser considerado um exemplo para os mais jovens, alem do futebol concilia os estudos na universidade de Coimbra, ele é a prova que o futebol não é o mundo cor de rosa que muitos ainda pensam e onde é preciso muita humildade para triunfar.
João Prates- Nuno como é que um atleta sobrevive a tanto tempo sem salários? Tu que alem do Rio Maior ainda tens vários meses a receber do Abrantes.
Nuno Passarinho- Um jogador tem sempre o objectivo de jogar, e joga sempre pelo prazer de jogar e não pelo dinheiro, apesar deste ser uma grande ajuda e uma recompensa merecida. Num trabalho normal pode não existir o prazer de efectuar esse trabalho, e se houver salários em atraso, o trabalhador deixa o seu trabalho imediatamente.Mas existem outros factores que nos fazem sobreviver assim. Por exemplo, quando começa a haver salários em atraso, o jogador já está perfeitamente identificado com o grupo de trabalho e nessa altura não são colegas de trabalho, mas sim amigos. Quando vou treinar, penso que vou jogar futebol com os meus amigos. Era o que acontecia em Abrantes e é o que acontece agora em Rio Maior. É uma enorme motivação no aspecto do grupo de trabalho, e existe um sentimento enorme de entre-ajuda, ou seja, eles não me deixam ficar mal a mim, e eu também não quero nem devo deixá-los ficar mal, em que neste caso "ficar mal" será ficar sem Guarda-Redes para jogar, sou alguém em quem confiam muito e eu confio neles.Depois, os dirigentes desportivos vão sempre dizendo qualquer coisa que nos alimenta a esperança: "É amanhã", "para a semana fica resolvido", "vêm aí uma comissão nova e tem obrigatoriamente que pagar logo", entre outras coisas.
João Prates- Recentemente para viajarem para a Madeira foi o grupo de trabalho que pagou as despesas dessa deslocação, as dificuldades criaram uma grande união no grupo?
Nuno Passarinho- Como disse e tenho dito a toda a gente, estou no melhor grupo de trabalho com quem trabalhei. São pessoas muito humildes e verdadeiros homens em todos os aspectos. Tem sido o grupo de trabalho a segurar as dificuldades, o Rio Maior com outro grupo de trabalho há muito que teria acabado. Realmente, para irmos à Madeira os capitães de equipa tiveram que procurar ajuda dos comerciantes locais, e estes perceberam a gravidade do problema e ajudaram. De salientar que fomos duas semanas seguidas jogar à Madeira, da primeira vez fomos e viemos no mesmo dia do jogo, onde eu e outros jogadores nos levantamos às 3h da manhã para irmos para o aeroporto, e da segunda vez já conseguimos reunir os fundos suficientes para irmos no dia antes.
João Prates- Tu que já vives-te a extinção do Abrantes pensas que poderá acontecer o mesmo á U.D.Rio Maior?
Nuno Passarinho- Esta semana supostamente entra uma nova comissão para gerir o clube. Se estas pessoas não conseguirem dar a volta à situação, irá acontecer ao Rio Maior o mesmo que ao Abrantes. As dificuldades são muitas para todos os clubes, tenho pena do que aconteceu ao Abrantes e gostava que não acontecesse o mesmo ao Rio Maior, já que possui condições excelentes. É um clube que dá pena ver a jogar na terceira divisão com as condições que possui (também sou culpado pelo clube estar na terceira divisão...eh eh).A favor do Rio Maior está o facto deste clube não possuir processos em tribunal por dívidas a jogadores antigos. O Abrantes nesse aspecto estava completamente afundado.
João Prates- Como é que um jogador reage em termos emocionais a estas situações em que não tem dinheiro para pagar as suas contas básicas e ainda consegue jogar futebol e fazer o excelente campeonato que estão a fazer?
Nuno Passarinho- Felizmente a minha mãe tem ajudado bastante para que possa continuar a jogar. Em termos emocionais é complicado porque andamos a suar em nome de um clube que não cumpre com o estipulado. É claro que isto anda sempre presente nas nossas cabeças, mas somos pessoas fortes e conseguimos por isso de lado quando estamos a treinar e a jogar.É claro que as coisas poderiam correr bem melhor se tudo estivesse em dia, ou seja, esta situação afecta sempre, daí a nossa queda no final desta fase do campeonato. Agora vamos para a fase final com o objectivo de subir de divisão e precisamos obrigatoriamente de um balão de oxigénio (que nos paguem os salários). Se vier a acontecer, deveremos fazer uma recta final espectacular.
João Prates- Passando agora para aspectos mais positivos, como foi sair das provas distritais para as nacionais?
Nuno Passarinho- Não nego as minhas raízes, digo a toda a gente que sou jogador de distrital e que até aos 24 anos joguei sempre em pelados. Foi todo esse tempo que me fez crescer como homem e olhar para o futebol de forma séria e cheio de orgulho de estar onde estou. Quando olho para trás não fico triste, antes pelo contrário, feliz pelo meu trabalho ter sido recompensado.Mas voltando a essa fase, há muito que as pessoas me diziam que estava a mais nas distritais e que o melhor que tinha a fazer seria sair dali senão poderia ser tarde. Posso dizer que cheguei a pensar que tinha acabado, que não mais dali iria sair.Quando tinha os meus 20 anos surgiu a hipótese de ir para o Abrantes pela mão do mister José Vasques. O Abrantes tinha subido à terceira divisão. As coisas correram mal e não fui. Ao que parece anotaram mal o meu número de telefone e contrataram outro guarda-redes. Fiquei um pouco triste e revoltado, porque se de Abrantes ao Sardoal (a minha terra) são apenas 10km, se houvesse interesse teriam ido à minha procura. Percebi então que não me queriam em Abrantes, não pelo meu valor, mas sim porque era um jogador do distrital, que tinha sido formado no distrital, o que para a politica do Abrantes da altura era errado.Não desisti, e aos 23 anos o senhor Jorge Santos, nomeado recentemente director desportivo do Abrantes, faz uma pesquisa sobre os guarda-redes mais referenciados e encontra-me na primeira posição dessa lista. Não tem medo absolutamente nenhum de apostar e penso que não o decepcionei em nada. Este senhor foi o único que acreditou em mim e ao qual eu devo tudo.Cheguei às nacionais, continuei a aprender a a ouvir os conselhos dos jogadores experientes, treinadores e cresci como jogador. É esta a minha politica e ainda hoje estou a aprender e a ouvir, para continuar a crescer.
João Prates- Quais as principais diferenças que encontras-te?
Nuno Passarinho- É completamente diferente, existe muita qualidade, rapidez de execução e para vingarmos como guarda-redes temos que ter ainda mais qualidade. Temos que estar muito atentos e concentrados porque qualquer jogador tem qualidades suficientes para nos derrotar. Um lance de bola parada, um lance normal de bola corrida, pode terminar em golo facilmente, porque existe muita qualidade. Uma vez que sou guarda-redes, não posso passar ao lado do jogo e tenho que contrariar da melhor maneira as investidas dos adversários.Ao inicio notei uma diferença enorme em mim, mas em pouco tempo de treinos adaptei-me. Hoje sinto que tenho a qualidade necessária para jogar nestes campeonatos, mas tive que trabalhar para isso.Sempre que nego bolas impossíveis aos meus colegas, eles vibram e por vezes ficam chateados por lhes negar golos certos. É estes desabafos que nos fazem ficar orgulhosos de nós próprios. Este ano desportivo tenho negado imensos golos certos e sinto-me muito importante na estratégia do Rio Maior.
João Prates- Tens 26 anos, muita qualidade, por onde passam os teus objectivos no futebol?
Nuno Passarinho- Quando andava no distrital sonhava ir às nacionais, mas em certa altura julguei impossível. Um ano depois disto estava na 2ªDivisão B. Depois de provar que tinha valor para lá estar fui para a 3ª divisão devido à extinção do Abrantes. Apesar disso até gostei desta divisão, especialmente da série de Lisboa, tem excelentes jogadores, bastante novos e rápidos. São jogadores do Sporting e Benfica que disputam os campeonatos nacionais de juniores, mas depois não são aproveitados pelos seniores e chegam a esta divisão.O meu objectivo a curto prazo é voltar a jogar na 2ªDivisão B. Mas falando com os meus colegas de trabalho, que me dizem que jogaram com A B e C, que estão na Superliga e que eu sou melhor que eles a defender, fazem-me acreditar que talvez lá possa também chegar.Sinto-me feliz e orgulhoso pelo que fiz, onde estou e da divisão em que jogo. Não digo que é um objectivo chegar à superliga porque não penso nisso, nem vivo para isso, mas se houver a oportunidade disso acontecer certamente que vou agarrar essa oportunidade...só mesmo para ficar com essa experiência.
João Prates- Sendo tu guarda redes tens alguém que tentes imitar, quais os teus ídolos?
Nuno Passarinho- Eu sou da geração Vítor Baía, foi a vê-lo defender que aprendi. Nas distritais não existem treinadores de guarda-redes, e para chegar onde cheguei tive que aprender sozinho. Os meus colegas hoje perguntam-me onde fiz a formação, porque segundo eles tenho uma enorme técnica de guarda-redes, mas ficam espantados quando digo que aprendi sozinho e que fiz a formação no Sardoal.Não fiquei obcecado pelo Baía, ao contrário de muitos que conheço. Hoje admiro o Iker Casillas, e essa admiração reside apenas num facto, a capacidade que ele tem para aguentar a posição em que está quando alguém lhe vai rematar uma bola a escassos 5 metros. Também faço isso, ou pelo menos tento.
João Prates- Que conselhos gostavas de deixar para aqueles que se estão a iniciar na modalidade?
Nuno Passarinho- Por este discurso que tenho tido, o segredo de chegar onde cheguei foi acreditar em mim e no meu trabalho. Cheguei a pensar que estava acabado, mas depois consegui. O mais importante é ser uma pessoa humilde e ouvir aquilo que os outros tenham para nos dizer. Ouvir de todos com quem trabalhamos, mesmo de jogadores com qualidade mais fraca há sempre qualquer coisa a aprender. E nunca deixem de acreditar, eu por acaso deixei, mas como não era um objectivo de vida não sofri com isso e continuei a trabalhar.Vou partilhar esta história: Sempre fui um jogador exigente enquanto guarda-redes, fui capitão de equipa e mesmo quando não o era, exigia dos jogadores da minha equipa, ralhava com eles, corrigia posições, obrigava-os a fazerem séries de remates para eu treinar (à sexta-feira chegavam a rematar-me mais de 50 bolas). Aos 23 anos, no meu último ano de pelados, durante um treino, ralhei com um colega meu porque não estava a actuar como devia na sua posição, virou-se para mim e disse-me: "Está mas é calado! Se fosses bom não estavas aqui!". Foi algo que não consegui arranjar resposta, ele tinha toda a razão e mantive-me em silêncio e ele ficou feliz pela resposta. No ano seguinte estava a disputar o campeonato nacional da 2ª divisão B, durante os treinos cruzei-me com esse jogador pois estava numa equipa da Inatel e ia treinar num dos campos do complexo desportivo de Abrantes, cumprimentá-mo-nos e falamos um pouco. Apesar de não ter tocado nesse assunto senti que lhe tinha respondido.
João Prates- Alguma mensagem que queiras deixar aos leitores deste blog?
Nuno Passarinho- Posso apenas dizer que foi um prazer dar esta entrevista ao teu blog, porque devemos estar por dentro dos problemas dos clubes e devemos tentar lutar para reverter esta tendência geral. O jogador é aquele que paga sempre, e os dirigentes esquecem-se que por trás de um jogador está um homem com família e por vezes filhos.Eu sou apenas um caso de entre muitos. Para os leitores que aspiram a ser jogadores, sigam os meus conselhos que poderão chegar longe, aos outros, tenham atenção porque poderão ter filhos e façam aquilo que os meus pais me fizeram: obriguem os vossos filhos a estudar, porque no futebol só alguns é que chegam a ganhar dinheiro a sério. Felizmente, com essa politica, estou a finalizar o mestrado em Engenharia Informática na Universidade de Coimbra.Obrigado.

terça-feira, 24 de março de 2009

FORMAR UM GRUPO COM OBJECTIVOS COMUNS

Cada vez mais no futebol os pormenores são importantes para se atingir o sucesso e á medida que adquirimos novos conhecimentos vamos formando as nossas ideias, por vezes nem sempre são aceites de bom grado, afinal as pessoas resistem ás mudanças ou a algo de novo porque elas vem interferir com o que já está estruturado.
Na formação de um plantel no inicio de época muitos são os factores que devemos ter em atenção e cada vez mais enquanto treinadores devemos aprofundar os conhecimentos nas diversas áreas.
Um dos factores importantes para mim na escolha de um plantel é conhecer o atleta que pretendo na minha equipa, quando digo conhecer refiro três factores principais, COMO È, COMO SE VAI INTEGRAR NO GRUPO,SE POSSUI CULTO DE EQUIPA.
Num grupo de trabalho com 20 elementos cada um terá a sua forma de ser, o seu carácter, mas terá sempre que existir coisas em comum ao grupo, os objectivos colectivos!
Dai a importânçia de conhecer o atleta, o seu lado pessoal, o seu perfil psicológico, a sua forma de estar em grupo, os seus objectivos individuais, de modo a que possamos ter um conhecimento do seu perfil para podermos sentir que esse atleta será bem aceite no grupo e que a sua integração decorrerá de forma normal!
Dando um exemplo, sabemos que existirá titulares, suplentes e jogadores que ficarão de fora, é importante saber se esse atleta aceitará essas três decisões em prol do grupo, sabemos que existe muitos que quando não jogam criam problemas, á partida esse é um foco que poderá destabilizar a coesão do grupo e uma regra minha será afastar de imediato a possibilidade de aquisição de um atleta assim.
Outro aspecto importante é saber se esse atleta cultiva o espírito de grupo, existe atletas que primeiro está o plano individual, só depois o colectivo, num grupo de trabalho com objectivos comuns, esse será um aspecto que nunca poderá acontecer, será sempre o colectivo a sobrepor-se ao aspecto individual.
Numa época longa é preciso colaborar com os outros e criar sinergias de grupo na prossecução de objectivos comuns porque apesar das diferenças de cada um, o seu modo de ser e estar terá que se enquadrar nos objectivos da equipa com regras iguais e tratamentos diferentes porque cada um tem a sua forma de reagir.

domingo, 22 de março de 2009

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS, SEGUNDA DIVISÃO B


Apesar da derrota e empate, Eléctrico e Aljustrelense continuam com boas prespectivas de continuar na segunda divisão.
SERIE C
Praiense-1 Eléctrico-0
Nelas-1 O.Bairro-1
1º-O.Bairro 19
2º-Eléctrico 15
3º-Praiense 9
4º-Penalva 9
5º-Nelas 7
SERIE D
Beira Mar-2 Aljustrelense-2
Oriental-3 Mafra-0
O.Moscavide-2 Torreense-2
1º-Oriental 24
2º-O.Moscavide 22
3º-Mafra 18
4º-Aljustrelense 17
5º-Torreense 14
Beira Mar 12

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS,TERCEIRA DIVISÃO

Crato vence derby alentejano e afasta Elvas dos seis primeiros, na SERIE F excelentes vitórias do Reguengos e Juv.Évora enquanto Lusitano (foto) perde em casa, Castrense somou ponto que poderá ser importante.


RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

SERIE E

O Elvas-0 Crato-1

9º-O Elvas 33P
12º-Crato 25P


SERIE F

Pescadores-0 Juv.Évora-1
Cova Piedade-0 A.Reguengos-3
Fabril-0 Castrense-0
Lus.Évora-0 Campinense-3

3º-Atl.Reguengos 50P
4º-Juv.Évora 42P
9º-Castrense 30P
10º-Lus.Évora 29P

JORNADA 20 DA DIVISÃO DE HONRA DA AF ÉVORA

Estrela e União mantém a luta pelo primeiro lugar, goleando os adversários de hoje, Monte Trigo (foto) cada vez mais só no terceiro lugar derrotando o Arraiolense que já não tem hipóteses de sair do ultimo lugar, Escouralense perde em casa e desce ao quinto lugar.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Oriolenses-1 Redondense-3
Borbense-0 U.Montemor-4
Portel-1 Sp.Viana-0
Calipolense-0 Bencatelense-0
Vendas Novas-5 Arcoense-0
Escouralense-0 Alandroalense-1
Monte Trigo-4 Arraiolense-1

1º-Vendas Novas 56
2º-U.Montemor 55
3º-Monte Trigo 38
4º-Alandroalense 32
5º-Escouralense 32
6º-Portel 25
7º-Oriolenses 24
8º-Arcoense 21
9º-Borbense 20
10º-Bencatelense 20
11º-Redondense 19
12º-Sp.Viana 18
13º-Calipolense 16
14º-Arraiolense 9

JORNADA 20 DA AF ÉVORA, SERIE A

Valenças ao golear Morense deu um passo importante para garantir a passagem a segunda fase acompanhando a equipa da Giesteira, Brotense (foto) empatou em casa com Santo António depois de estar a perder por 2-0 e poderia ter vencido pelas oportunidades que desperdiçou na segunda parte num jogo em que houve muitas quezílias entre jogadores que dificultou imenso a actuação do árbitro que expulsou dois jogadores da equipa da casa.


RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Brotense-2 Santo Antonio-2
Valenças-4 Morense-1
Giesteira-3 Canaviais-1
Santana-4 Alcaçovense-1
Cortiço-0 Cabrela-0


1º-Giesteira 46
2º-Valenças 36
3º-Morense 31
4º-Santana 31
5º-S.António 29
6º-Canaviais 28
7º-Alcaçovense 20
8º-Cabrela 20
9º-Cortiço 18
10º-Brotense 15
11º-Outeiro3


JORNADA 25 DA AF PORTALEGRE

Fronteirense reduz para 9 pontos a diferença para o primeiro, Est.Portalegre também vence, Alter derrota Campomaiorense e Montargilense soma três pontos.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Nisa-1 Portalegrense-1
Esperança-1 Gafetense-3
Montargilense-3 Santo Amaro-2
Portus Alacer-3 Alpalhoense-3
Alter-1 Campomaiorense-0
Sta.Eulália-3 Monfortense-3
Est.Portalegre-1 Arronches-0
Povoa Meadas-0 Fronteirense-5

Gavionenses 59
2º-Fronteirense 50
3º-Est.Portalegre 49
4º-Campomaiorense 43
5º-Sta.Eulália 43
6º-Gafetense 42
7º-Portalegrense 39
8º-Monfortense 38
9º-Alter 36
10º-Montargilense 34
11º-Portus Alacer 31
12º-Santo Amaro 28
13º-Alpalhoense 22
14º-Esperança 18
15º-Nisa 17
16º-Arronches 11
17º-Povoa Meadas 2

20 JORNADA DA AF BEJA

Moura regressou ás vitórias, Piense mantém as esperanças e D.Beja perde,No fundo da tabela os dois últimos venceram.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Piense-4 Serpa-1
Cabeça Gorda-2 D.Beja-0
Ferreirense-2 Barrancos-1
Odemirense-1 Milfontes-0
Moura-2 Vasco Gama-0
Despertar-4 Aldenovense-1
São Marcos-1 Almodôvar-2

1º-Moura 49
2º-Piense 37
3º-Milfontes 36
4º-D.Beja 35
5º-Amodôvar 34
6º-São Marcos 29
7º-Barrancos 26
8º-Vasco Gama 24
9º-Aldenovense 23
10º-Despertar 22
11º-Odemirense 22
12º-Serpa 20
13º-Cabeça Gorda 16
14º-Ferreirense 16

20 JORNADA DA SERIE B DA AF ÉVORA

Perolivense e Santiago Maior continuam na luta pela liderança, Corval e Estremoz tambem vencem mas só o Corval ainda pode sonhar com a qualificação para a segunda fase.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Santiago Maior-2 Aldeense-0
Azarujense-3 Rio Moinhos-3
Rosário-1 Perolivense-3
Amieira-0 Corval-2
Estremoz-3 São Romão-0
Vera Cruz-0 São Manços-3


1º-Perolivense 45
2º-Santiago Maior 45
3º-Corval 40
4º-Estremoz 37
5º-Rio Moinhos 33
6º-São Romão 32
7º-São Mancos 26
8º-Aldeense 22
9º-Vera Cruz 19
10º-Azarujense 18
11º-Rosário 17
12º-Amieira 3

FUTSAL FEMININO

Luso Morense vence em casa num jogo emotivo em que os últimos 12 segundos tiveram 2 golos, atitude da equipa Morense importante para somar os três pontos. O titulo esse já é do Juv.Évora que fez a festa hoje em casa, Parabéns ao Juv.Évora pela conquista do titulo.

Luso Morense-4 Casa do Benfica Évora-3
Juv.Évora-10 Arraiolense-2
U.Montemor-6 Casa Branca-3


1º-Juv.Évora 25
2º-U.Montemor 22
3º-Casa Benfica Évora 12
4º-Luso Morense 12
5º-Arraiolense 6
6º-Casa Branca 3

sábado, 21 de março de 2009

BENFICA VENCE TAÇA DA LIGA COM POLÉMICA


Quim foi o grande herói desta final da taça da liga disputada no Algarve ao defender 3 grandes penalidades, uma vitória envolta em polémica numa grande penalidade contra o Sporting inexistente que Reyes converteu igualando a partida na altura.
Um jogo em que o Sporting foi melhor e o Benfica surgiu mais uma vez a jogar em contra ataque que nos jogos com equipas grandes ainda pode dar resultados mas que numa prova como o campeonato não assumir o jogo e a ambição de ganhar se revela fatal.

DIVULGAÇÃO DE FUTSAL



Maratona de Futsal do Moura Atlético Clube dias 20 e 21 de Junho. Mais informações em breve no site oficial www.mouraatleticoclube.com

sexta-feira, 20 de março de 2009

RESULTADOS DA VOTAÇÃO

66% dos votantes acreditam que o Estrela de Vendas Novas será o novo campeão do Distrito de Évora, e 33% acreditam que será o U.Montemor, a decisão está quase a chegar.

CURIOSIDADES DO FUTEBOL







Sabia que Ricardo foi o primeiro guarda redes a defender três penaltys num desempate por grandes penalidades num Mundial? foi precisamente contra a Inglaterra que permitiu que Portugal continuasse em prova! um dia de gloria para Ricardo

DIVULGAÇÃO DE FUTSAL


terça-feira, 17 de março de 2009

ROTATIVIDADE NO PLANTEL, SIM OU NÃO

Este é mais um dos temas que cada um de nós terá a sua opinião.
A rotatividade de um plantel tem vários objectivos e o que poderá definir essa rotatividade é o objectivo do clube em que estamos inseridos. Primeiro para se fazer essa rotatividade teremos que ter ao nosso dispor um plantel equilibrado em termos de valor qualitativo e quantitativo, de preferência dois jogadores de igual valor por posição, só assim poderemos fazer essa rotatividade sem perder qualidade, outros factores para se poder fazer essa rotatividade é o momento de forma de determinado atleta, de limpar cartões, das lesões, do próprio modelo de jogo e da própria altura da época.
Mas claro que o treinador conforme os trabalho dos atletas, tem sempre o seu núcleo duro para poder chegar com eles aos desafios decisivos nas melhores condições psicofisicas.
A rotatividade também tem a ver com o numero de jogos em que a equipa está envolvida, será essa rotatividade positiva?
Na minha opinião terá mais vantagens que desvantagens, uma maior frescura física, jogadores sempre motivados, uma maior união de grupo, estas serão algumas vantagens, possíveis desvantagens, demasiadas alterações de jogo para jogo que leva a perder rotinas, mudança de modelo ou sistema de jogo devido as características diferentes de alguns jogadores.
Um aspecto importante que não deveremos esquecer é o conhecimento que devemos ter de cada atleta e suas características quer físicas quer mentais se não podemos correr o risco de a rotatividade funcionar ao contrário do que desejamos.

segunda-feira, 16 de março de 2009

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS, SEGUNDA DIVISÃO B

Eléctrico mais perto da permanecia com a vitoria deste fim de semana, e Aljustrelense(foto) ao perder em casa num jogo com muitos golos complicou a vida.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

SERIE C

O.Bairro-1 Penalva-0
Eléctrico-1 Nelas-0

1º-O.Bairro 18
2º-Eléctrico 15
3º-Penalva 9
4º-Praiense 6
5º-Nelas 6


SERIE D

Monte Gordo-1 Olivais e Moscavide-2
Aljustrelense-3 Oriental-5
Mafra-2 Torreense-0

1º-Oriental 21
2º-O.Moscavide 21
3º-Mafra 18
4º-Aljustrelense 16
5º-Torreense 13
6º-Monte Gordo 11

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS,TERCEIRA DIVISÃO

Castrense derrota líder em casa no grande resultado dos clubes alentejanos, Juv.Évora(foto) perde em casa perante novo líder, Atl.Reguengos cada vez mais terceiro, Crato tira pontos a segundo e Elvas cada vez mais difícil chegar ao sexto lugar.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

SERIE E

Crato-0 Igreja a Nova-0
Portosantense-1 O Elvas-0


9º-O Elvas 33
12º-Crato 22


SERIE F

Juv.Évora-1 Louletano-2
Atl.Reguengos-3 Quarteirense-0
Castrense-1 Cova Piedade-0
Farense-3 Lus.Évora-1


3º-Atl.Reguengos 47
5º-Juv.Évora 39
9º-Lus.Évora 29
10º-Castrense 29

domingo, 15 de março de 2009

MEIAS FINAIS DA AF ÉVORA

Estão encontrados os finalistas da AF ÈVORA, Vendas Novas e Monte Trigo com dificuldades mas estão na final.

Sp.Viana-1 Monte Trigo-2
Escouralense-2 Est.Vendas Novas-2 (3-5 gp)

24 JORNADA DA AF PORTALEGRE

Gavionenses regressou as vitorias com uma goleada, Montargilense perde em Gafete, Est.Portalegre também venceu e no derby Campomaiorense e Santa Eulália empatam.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Arronches-2 Povoa Meadas-1
Monfortense-0 Est.Portalegre-4
Campomaiorense-1 Sta.Eulália-1
Alpalhoense-0 Alter-3
Santo Amaro-0 Portus Alacer-1
Gavionenses-7 Nisa-0
Portalegrense-5 Esperança-2
Gafetense-2 Montargilense-1

1º-Gavionenses 59
2º-Fronteirense 47
3º-Est.Portalegre 46
4º-Campomaiorense 43
5º-Sta.Eulália 42
6º-Gafetense 39
7º-Portalegrense 38
8º-Monfortense 37
9º-Alter 33
10º-Montargilense 31
11º-Portuas Alacer 30
12º-Santo Amaro 28
13º-Alpalhoense 21
14º-Esperança 18
15º-Nisa 16
16º-Arronches 11
17º-Povoa Meadas 2

19 JORNADA DA AF BEJA

Moura perdeu hoje surpreendentemente com Aldenovense e Milfonte aproveitou para recuperar pontos, D.Beja venceu Piense e já é terceiro, no fundo da tabela Ferreirense e Cabeça Gorda são cada vez mais últimos.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

São Marcos-0 Despertar-0
Aldenovense-2 Moura-1
Vasco Gama-0 Odemirense-1
Milfontes-3 Ferreirense-0
Barrancos-3 Cabeça Gorda-0
D.Beja-3 Piense-1
Almodôvar-4 Serpa-1


1º-Moura 46
2º-Milfontes 36
3º-D.Beja 35
4º-Piense 34
5º-Almodôvar 31
6º-São Marcos 29
7º-Barrancos 26
8º-Vasco Gama 24
9º-Aldenovense 23
10º-Serpa 20
11º-Despertar 19
12º-Odemirense 19
13º-Cabeça Gorda 13
14º-Ferreirense 13

quinta-feira, 12 de março de 2009

CURIOSIDADES DO FUTEBOL


Sabia que francês Fabien Barthez registou cinco partidas sem conceder um golo, alcançando um total de dez jogos sem golos sofridos em Mundiais, um recorde que mantém com o inglês Peter Shilton.

quarta-feira, 11 de março de 2009

TERMINOU EM 8 LUGAR A SELECÇÃO NO MUNDIALITO DE FUTEBOL

Portugal perdeu hoje nos penaltys com a Filandia no desempate de grandes penalidades depois de um empate a uma bola!
Portugal ficou assim na oitava posição num mundialito em que não conheceu um sabor da derrota dentro dos 90 minutos regulamentares realizando boas exibiçoes, o golo foi marcado por Carla Couto, a jogadora mais internacional da selecção.

Portugal-1 Filandia-1

terça-feira, 10 de março de 2009

EXPLICAR A UNIDADE DE TREINO, SIM OU NÃO

As relações interpessoais entre treinadores e atletas são cada vez mais a chave do bom entendimento, é necessário que cada um saiba qual as suas funções e saber até onde pode pisar a linha.
Defendo que a carreira de um treinador é sempre feita em paralelo com a dos jogadores, e nunca a custa destes, é um trabalho em equipa onde existe um objectivo comum e se todos estiverem sintonizados será mais fácil consegui-lo.
Ao longo da minha carreira de jogador apenas tive um treinador que explicava antes do treino o que iríamos fazer, enquanto treinador sempre o fiz e continuarei a fazê-lo!
Faço porque os jogadores são humanos e não marionetas, faço porque ao mesmo tempo os jogadores serão também responsabilizados pois todos os objectivos são de um todo, depois porque também é importante que eles saibam porque estão a fazer determinado exercício e com que objectivos, e ao fazê-lo obrigamos os jogadores a pensar e a dar a sua opinião que é muito importante, outros dos motivos é que ao saber o que vão fazer aumenta a sua capacidade de concentração.
È verdade que ainda hoje existe muitos treinadores que não o fazem e não se pode criticar, são opções de cada um mas nada melhor que poder ouvir a opinião dos jogadores se é importante ou não, deixo aqui esse desafio.

PORTUGAL FAZ O PLENO NO MUNDIALITO

Portugal bateu hoje a Áustria por 1-0 com golo de Sofia Vieira (foto) e fez o pleno na competição provando a evolução da selecção com atletas com uma outra experiencia devido a terem ingressado em campeonatos mais competitivos.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

Portugal-1 Áustria-0
Polónia-1 Pais de Gales-5

1º-Portugal-9
2º-Áustria 4
3º-Pais de Gales 3
4º-Polónia 1

segunda-feira, 9 de março de 2009

MEIAS FINAIS DO DISTRITO DE BEJA

Moura e Desportivo de Beja irão ser os finalistas da taça AF BEJA

Moura-4 Piense-0
Rosairense-0 D. Beja-2

domingo, 8 de março de 2009

TERCEIRA DIVISÃO

Fim de semana em grande para as equipas do Alentejo, cinco vitórias, três empates, Crato e Castrense a querer respirar e O Elvas ainda na luta por entrar dentro dos seis primeiros.

SERIE E

Cartaxo-1 Crato-2
O Elvas-4 At.Cacem-o

8º-O Elvas 33
12º-Crato 21


SERIE F

Messinense-1 Juv.Évora-1
Pes.Caparica-2 Atl.Reguengos-2
Quarteirense-0 Castrense-1
Lus.Évora-1 Silves-0


3º-Atl.Reguengos 44
5º-Juv.Évora 39
8º-Lus.Évora 29
10º-Castrense 26

EQUIPAS ALENTEJANAS NOS NACIONAIS

SEGUNDA DIVISÃO B, SERIES DE DESCIDA

SERIE C

Nelas-2 Praiense-2
Penalva-0 Eléctrico-0

1º-Oliveira Bairro 15
2º-Eléctrico 12
3º-Penalva 9
4º-Praiense 6
5º-Nelas 6

SERIE D

O.Moscavide-2 Mafra-1
Torrense-o Aljustrelense-1
Oriental-1 Beira Mar-1

1º-O.Moscavide 18
2º-Oriental 18
3º-Aljustrelense 16
4º-Mafra 15
5º-Torrense 13
6º-Beira Mar 11