Seja bem vindo ao meu espaço :)




segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

ISTO SIM, È FAIR PLAY

Tudo isto aconteceu na sexta divisão do futebol inglês...marcou sem querer...e de seguida deixou marcar!


EQUIPAS ALENTEJANAS NA SEGUNDA DIVISÂO

Fim de semana positivo para as equipas alentejanas na segunda divisão, Eléctrico e Juv.Évora ( foto blogue juventude) empatam enquanto Reguengos consegue excelente vitoria no Algarve.

RESULTADOS, ZONA CENTRO

Gondomar-3 Eléctrico-3

Eléctrico 9


ZONA SUL

Lagoa-0 Atl.Reguengos-1
Oriental-0 Juv.Évora-0

7º-Atl.Reguengos 25
8º-Juv.Évora 25

EQUIPAS ALENTEJANAS NA 3ª DIVISÂO

Na SERIE E, Crato volta a perder e cai na classificação, na SERIE F, o líder Vendas Novas não passou em Montemor e perde perante o União, Moura vence Fabril enquanto Odemirense goleia Cova da Piedade, Aljustrelense soma 3 pontos perante os Pescadores.

RESULTADOS, SERIE E

Bombarralense-1 Crato-0

10º-Crato 16

SERIE F

U.Montemor-2 Vendas Novas-1
Moura-3 Fabril-1
Odemirense-6 Cova da Piedade-1
Pescadores-1 Aljustrelense-3

1º-Vendas Novas 30
4º-Aljustrelense 25
6º-Moura 24
7º-Odemirense 22
9º-U.Montemor 20



DIVISÂO DE HONRA DA AF ÉVORA


Redondense vence em Bencatel e mantém 4 pontos de vantagem sobre Lus.Évora que venceu em Viana.
Monte Trigo regressou as vitorias e goleou Borbense, Escouralense empata em Perolivas enquanto Oriolenses mantém recuperação e voltou a vencer.

RESULTADOS

Bencatelense-0 Redondense-4
Oriolenses-3 Canaviais-2
Portel-1 Santiago Maior-0
Viana-1 Lus.Évora-2
Monte Trigo-5 Borbense-0
Giesteira-1 Calipolense-4
Perolivense-1 Escouralense-1

1º-Redondense 37
2º-Lus.Évora 33
3º-Monte Trigo 28
4º-Escouralense 27
5º-Calipolense 24
6º-Perolivense 22
7º-Oriolenses 19
8º-Sp.Viana 18
9º-Portel 16
10º-Borbense 15
11º-Canaviais 14
12º-Bencatelense 14
13º-Santiago Maior 13
14º-Giesteira 1

1ª DIVISÃO DA AF ÉVORA


Líder Estremoz vence em Alcáçovas com resultado a espelhar algumas dificuldades mas segue cada vez mais distante na liderança, Lavre volta a vencer, desta vez a vitima foi o Valenças, vice-líder.
Destaque para os muitos golos (8) em Mora, onde Luso Morense e São Manços dividiram os pontos.

RESULTADOS

Arcoense-1 Outeiro-0
Aldeense-2 Cortiço-0
Morense-4 São Manços-4
Lavre-1 Valenças-0
Rosário-0 Brotense-0
Vera Cruz-2 Corval-5
Alcaçovense-0 Estremoz-1
Cabrela-3 Santana-0

1º-Estremoz 43
2º-Valenças 32
3º-Arraiolense 29
4º-Lavre 29
5º-Cabrela 29
6º-Arcoense 29
7º-São Manços 26
8º-Santana 24
9º-Morense 23
10º-Corval 23
11º-Rosário 18
12º-Aldeense 18
13º-Cortiço 17
14º-Alcaçovense 15
15º-Brotense 12
16º-Outeiro 11
17º-Vera Cruz 5

1ª DIVISÃO DA AF PORTALEGRE


Na SERIE A, as equipas que jogaram em casa acabaram por somar derrotas, na SERIE B, Santo Amaro goleou em casa o Degoladense enquanto o Portalegrense foi surpreendido em casa pelo Esperança.

SERIE A

Alpalhoense-1 Portus Alacer-2
Montargilense-2 Mosteirense-3

1º-Mosteirense 3
2º-Portus Alacer 3
3º-Alpalhoense 0
4º-Montargilense 0
5º-Santa Eulália 0


SERIE B

Santo Amaro-4 Degoladense-1
Portalegrense-0 Esperança-1

-Santo Amaro 3
2º-Esperança 3
3º-Portalegrense 0
4º-Degoladense 0
5º-Monfortense 0

DIVISÂO DE HONRA DA AF PORTALEGRE


Na divisão de Honra da AF Portalegre, prevê-se um campeonato equilibrado e na jornada de hoje no jogo da jornada, Campomaiorense venceu em casa outro dos candidatos, o Gavionenses.
O Elvas venceu em Arronches também com dificuldades, enquanto Castelo de vide e Fronteirense vencem em casa alheia.

RESULTADOS

Gafetense-0 Fronteirense-1
Arronches-3 O Elvas-4
Campomaiorense-1 Gavionenses-0
Alegrete-1 Castelo de Vide-2

1º-Campomaiorense 6
2º-O Elvas 6
3º-Fronteirense 6
4º-Gavionenses 3
5º-Castelo de Vide 3
6º-Arronches 0
7º-Gafetense 0
8º-Alegrete 0

domingo, 30 de janeiro de 2011

DISTRITAL DE BEJA


No jogo grande da jornada, Castrense conseguiu importante vitoria no campo do Serpa, líder Despertar continua a somar pontos, Des.Beja vence em Milfontes e Rosairense goleia Ferreirense na casa destes.

RESULTADOS

Despertar-2 Aldenovense-1
São Marcos-2 Piense-0
Almodôvar-3 Panoias-2
Vasco Gama-3 Bairro da Conceição-2
Ferreirense-1 Rosairense-4
Serpa-1 Castrense-2
Milfontes-0 Des.Beja-1


1º-Despertar 37
2º-Castrense 28
3º-Serpa 26
4º-Rosairense 24
5º-Vasco Gama 22
6º-Almodôvar 20
7º-Ferreirense 19
8º-Aldenovense 18
9º-São Marcos 17
10º-Des.Beja 16
11º-Milfontes 14
12º-Panóias 11
13º-Bairro da Conceição 9
14º-Piense 3

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

PRESSÃO, EM QUE ZONA DO CAMPO FAZER?


Este é sempre um tema que faz o treinador pensar, fazer pressão alta, media ou baixa, muitas vezes até pela pressão que os adeptos fazem de ver a sua equipa a pressionar alto e não mais na expectativa, que segundo eles é ver o que dá mas que sabemos não ser assim!
Depois existe a ideia que pressionar alto é pressionar bem e que estamos mais perto da baliza aquando da recuperação da bola mas...será assim?
Na minha opinião a estratégia terá de ser definida pelas características dos jogadores e pelo contexto do jogo.
Jogar num bloco alto poderá ser um risco demasiado elevado para determinada características de jogadores, sejam elas físicas ou tácticas.
O importante é fazer com que o jogador se sinta confortável da forma como joga beneficiando assim a equipa no seu todo.
O futebol é defesa e ataque, ou seja sem bola, ou com bola, e deve existir uma estratégia construída com as características dos jogadores de modo a responder a cada situação em que se possa tirar o máximo rendimento de quando se tem bola e de quando não se tem.
Definir as zonas do campo onde se faz essa pressão, tem sempre a ver com a importância que damos aos diversos espaços de um campo de futebol e que julgamos mais benéficos para as características dos nossos jogadores.


"Ou você tem uma estratégia própria, ou então é parte da estratégia de alguém." (Alvin Toffler)

RESULTADOS DA SONDAGEM


Cristiano Ronaldo com 55 votos num universo de 174 foi o vencedor da sondagem a frente de Messi com 39 e Sneijder com 33.
Xavi obteve 30 votos, Iniesta 5 e Milito 4, Torres, Van Persie e Ozil tiveram direito a 1 voto

RESCALDO DA JORNADA


O destaque da jornada vai claramente para o Sporting e a sua vitoria na madeira num momento em que navega em mar revolto após a demissão do JEB, foi uma equipa unida em campo que conquistou os três pontos.
Quem parece não encontrar rumo esta época é o Braga que empatou em casa com o Setúbal, na Luz, Benfica teve 60 minutos de bom nível e depois pensou que o jogo estava decidido e acabou por apanhar um pequeno susto.
Em Vila do Conde mais uma arbitragem contestada de Bruno Paixão e a vitoria a sorrir aos de Guimarães, Paços de Ferreira e Leiria a realizarem um excelente campeonato dividiram pontos, Académica tarda em encontrar rumo das vitorias e sofre nova derrota em Olhão onde mora uma equipa personalizada.
Em Aveiro, FC Porto vence com dificuldade através de um penalti e mantém vantagem para o segundo.
Em jogo de aflitos, Naval e Portimonense dividem pontos mas cada vez mais estão condenados aos últimos lugares.

sábado, 22 de janeiro de 2011

EQUIPAS ALENTEJANAS NA SEGUNDA DIVISÃO


Na segunda divisão, Juventude de Évora ( foto blogue juventude) foi o único a somar os três pontos, Atlético de Reguengos e Eléctrico perderam em casa pelo mesmo resultado.

RESULTADOS, ZONA CENTRO

Eléctrico-1 Coimbrões-2

16º-Eléctrico 8

ZONA SUL

Atl.Reguengos- 1 Operário-2
Juv.Évora-1 Praiense-0

7º-Juv.Évora 24
8º-Atl.Reguengos 22

EQUIPAS ALENTEJANAS NA 3ª DIVISÃO

Na SERIE E, Crato volta a perder em casa por números pesados e cai para posição perigosa, na SERIE F, Vendas Novas (foto) vence em casa Moura por goleada e assume liderança, Aljustrelense vence em casa Esperança de Lagos enquanto Odemirense perde no campo do Fabril e União de Montemor soma os três pontos sem jogar por desistência do Beira Mar.

RESULTADOS; SERIE E

Crato-0 Peniche-3

10º-Crato 16

SERIE F

Aljustrelense-2 Esperança de Lagos-1
Fabril-1 Odemirense-0
Vendas Novas-6 Moura-1
Beira Mar-0 U.Montemor-3

1º-Vendas Novas 30
4º-Moura 24
7º-Aljustrelense 22
8º-Odemirense 22
9º-U.Montemor 20

TAÇA AF ÉVORA


Realizou-se hoje os quartos de final da taça AF Évora e a única surpresa aconteceu em Monte Trigo onde a equipa da casa foi surpreendida pelo Calipolense.

RESULTADOS

SP.Viana-3 Estremoz-2
Redondense-1 Canaviais-0
Oriolenses-1 Portel-0
Monte Trigo-2 Calipolense-3

1ª DIVISÃO DISTRITAL DA AF ÉVORA



Realizou-se esta semana apenas três jogos que estavam em atraso sendo o Luso Morense o único a conseguir os três pontos, Outeiro empata no Cortiço e Lavre empata no campo do Arcoense.

RESULTADOS

Aldeense-1 Morense-2
Cortiço-2 Outeiro-2
Arcoense-0 Lavre-0

1º- Estremoz 40
2º-Valenças 31
3º-Arraiolense 29
4º-Lavre 26
5º-Arcoense 25
6º-São Manços 25
7º-Santana 24
8º-Cabrela 23
9º-Morense 22
10º-Corval 20
11º-Alcaçovense 18
12º-Rosário 17
13º-Cortiço 17
14º-Aldeense 15
15º-Brotense 11
16º-Outeiro 11
17º-Vera Cruz 5

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

GOVERNO RETIRA APOIOS FINANCEIROS A FPF


Este é mais um caso em que o futebol português caiu, o governo retirou os apoios financeiros por a FPF ainda não ter adequado os estatutos ao novo Regime Jurídico das Federações Desportivas.
Quem perde com isto é o nosso futebol.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A IMPORTANCIA DOS TREINADORES ADJUNTOS


Uma equipa técnica é sempre composta por 2 ou 3 elementos, onde estão incluídos os denominados treinadores adjuntos.
Dentro de uma equipa técnica cada um tem as suas funções de modo a existir uma maior rentabilização para a equipa.
A preparação sendo adjunto ou principal deve ser a mesma, o que é necessariamente diferente é a intervenção durante o jogo, estando aqui o adjunto mais atento a outro tipo de detalhes.
Essencialmente, ele é o elemento de ligação à equipa em todos os momentos, e é fonte de informação vital ao longo de toda a época. Um bom treinador adjunto é um recurso valioso para o treinador principal, é importante a troca de ideias, de ver outra leitura do jogo.
O adjunto é mais que carregar bolas, sinalizar treinos, o adjunto é o olhos e ouvidos do treinador.

RESCALDO À JORNADA


FC Porto mantém vantagem sobre o Benfica, FC Porto venceu a Naval enquanto o Benfica sentiu dificuldades em Coimbra para vencer.
Nacional da Madeira venceu em casa o Rio Ave e subiu ao quinto lugar enquanto Rio Ave continua no fundo da tabela.
Em Setúbal, equipa da casa perdeu com o Marítimo que vem recuperando lugares na tabela classificativa, em maus lençóis continua o Portimonense que com a troca de treinador parece ter piorado e somou nova derrota.
Sporting perde em casa com Paços de Ferreira e fica sem presidente, Beira Mar de Leonardo Jardim vence em Leiria por números que não deixam duvidas, Guimarães vence em casa Olhanense mas não convenceu.

GOLO DE BALIZA A BALIZA

Na Inglaterra, Sam Ashton, guarda-redes do FC United marcou um golo da sua baliza...ora veja :)


TIAGO ABANDONA SELECÇÃO


Tiago é mais um jogador ainda com idade para dar muito a selecção a renunciar a servi-la!
Tiago foi 58 vezes internacional e renunciou por motivos pessoais.
Paulo Bento lamentou a decisão.

domingo, 16 de janeiro de 2011

EQUIPAS ALENTEJANAS NA SEGUNDA DIVISÃO

Uma vitoria, um empate e uma derrota foi este o saldo do fim de semana desportivo das equipas alentejanas na segunda divisão onde Juv.Évora e Atl.Reguengos estão a cumprir os objectivos da manutenção enquanto para Eléctrico parece cada vez mais difícil a manutenção.


RESULTADOS, ZONA SUL

Atl.Reguengos-3 Farense-1
Real-0 Juv.Évora-0

7º-Atl.Reguengos 22
9º-Juv.Évora 21

ZONA CENTRO

Eléctrico-0 Sertanense-2

16º-Eléctrico 8

EQUIPAS ALENTEJANAS NA 3ª DIVISÃO

Na SERIE E, Crato perde em Oeiras, na SERIE F, Vendas Novas continua em grande e goleia, U.Montemor empata em casa, Moura goleia em casa Beira Mar.

RESULTADOS, SERIE E

Oeiras-3 Crato-0

9º-Crato 16


SERIE F

Odemirense-0 Vendas Novas-4
Moura-7 Beira Mar-0
U.Montemor-0 Pescadores-0
Sesimbra-2 Aljustrelense-1

-Vendas Novas 27
3º-Moura 24
6º-Odemirense 22
8º-Aljustrelense 19
9º-U.Montemor 17

DIVISÃO DE HONRA DA AF ÉVORA


No joga da jornada, Redondense vence em casa o Escouralense e cava uma maior diferença, Lusitano vence e mantens-se na luta, Monte Trigo parece perder gás e soma nova derrota, em recuperação parece estar o Oriolense.

RESULTADOS

Redondense-2 Escouralense-1
Bencatelense-2 Canaviais-2
Oriolenses-3 Santiago Maior-0
Portel-2 Lus.Évora-4
Sp.Viana-1 Borbense-1
Monte Trigo-0 Calipolense-1
Giesteira-0 Perolivense-3

1º-Redondense 34
2º-Lus.Évora 30
3º-Escouralense 26
4º-Monte Trigo 25
5º-Calipolense 21
6º-Perolivense 21
7º-Sp.Viana 18
8º-Oriolenses 16
9º-Borbense 15
10º-Canaviais 14
11º-Bencatelense 14
12º-Santiago Maior 13
13º-Portel 13
14º-Giesteira 1

1ª DIVISÃO DISTRITAL DA AF ÉVORA


A grande surpresa da jornada aconteceu no Outeiro onde a equipa da casa venceu o favorito Arraiolense, Estremoz continua a passear e voltou a golear, Morense sofra nova derrota, desta vez perante o Valenças, Brotense ( foto) perde em casa perante um Lavre em ascensão.

RESULTADOS

Outeiro-1 Arraiolense-0
Cortiço-0 Arcoense-2
São Manços-2 Aldeense-1
Valenças-2 Morense-1
Brotense-0 Lavre-2
Corval-3 rosário-0
Estremoz-6 Vera Cruz-0
Santana-1 Alcaçovense-0

1º-Estremoz 40
2º-Valenças 31
3º-Arraiolense 29
4º-Arcoense 25
5º-São Manços 25
6º-Lavre 25
7º-Santana 24
8º-Cabrela 23
9º-Corval 20
10º-Morense 19
11º-Alcaçovense 18
12º-Rosário 17
13º-Cortiço 16
14º-Aldeense 15
15º-Brotense 11
16º-Outeiro 10
17º-Vera Cruz 5

DISTRITAL DE PORTALEGRE


Tudo já decidido sobre quem irá lutar para subir, na SERIE A , Castelo de Vide (foto) Gavionenses, Fronteirense e Gafetense estão apurados.

RESULTADOS, SERIE A

Castelo de Vide-2 Monfortense-0
Portus Alacer-1 Gafetense-0
Montargilense-0 Gavionenses-4
Alpalhoense-0 Santo Amaro-0

1º-Gavionenses 39
2º-Fronteirense 35
3º-Castelo Vide 28
4º-Gafetense 24
5º-Portus Alacer 23
6º-Monfortense 16
7º-Montargilense 15
8º-Santo Amaro 13
9º-Alpalhoense 3


Na SERIE B, O Elvas, Campomaiorense, Alegrete e Arronches são os apurados para lutar pela subida.

RESULTADOS

Mosteirense-1 Esperança-3
Degoladense-3 Portalegrense-1
O Elvas-2 Santa Eulália-1
Alegrete-2 Arronches-1

1º-O Elvas 52
2º-Campomaiorense 49
3º-Alegrete 31
4º-Arronches 28
5º-Esperança 25
6º-Santa Eulália 24
7º-Portalegrense 20
8º-Mosteirense 17
9º-Degoladense 15

TAÇA AF BEJA


Dia de Taça no distrito de Beja a surpresa maior aconteceu em Beja, com o Desportivo a perder em casa, os mais forte venceram, embora Castrense tenha sentido dificuldades.

RESULTADOS

Cabeça Gorda-1 Serpa-2
D.Beja-0 Aldenovense-1
Milfontes-2 Ferreirense-0
Castrense-5 Guadiana-3
Rosairense-2 Cuba-1
Piense-0 Despertar-4
Almodôvar-2 Bairro da Conceição-1
Amarelejense-4 São Marcos-4 ( 7-6gp)

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

ENTREVISTA A SANDRA BASTOS

Sandra Bastos nasceu na Alemanha e enveredou por uma actividade maioritariamente ligada ao homens, a arbitragem!
Tem 10 anos de arbitragem e já esteve 2 vezes em fases finais do campeonato da Europa, 3 vezes em jogos da liga dos campeões, 5 jogos de apuramento para o campeonato do mundo entre outras presenças importantes.





João Prates- Como e quando surgiu a arbitragem na sua vida?
Sandra Bastos- Bem, quando tirei o curso de arbitragem não foi propriamente para ser arbitro mas sim para voltar a estar de certa forma mais perto do futebol, ou seja, fui jogadora no A.D.C lobão, a equipa desistiu e o meu Pai não me deixou continuar a jogar futebol, nessa altura estava na área de Desporto no liceu e surgiu lá uma palestra sobre arbitragem, então pensei para mim uauuu, uma boa oportunidade para voltar ao mundo do futebol, tive que tirar o curso as escondidas dos pais. Quando lhes dei a novidade pensaram "ela ta doida só pode" Surgiu a oportunidade para fazer o 1 jogo como arbitro-assistente e a partir daí surgiu o bichinho esperando sempre ansiosamente pelo próximo jogo...
João Prates- Quando disse que queria ser arbitro, como reagiu a sua família?
Sandra Bastos- Quando tirei o curso pensei então porque não ser arbitro? Se tirei o curso e me empenhei por algum motivo foi... Não reagiu muito bem, toda a família foi contra e tudo fizeram para eu desistir, mas lutei pelo que queria e disse aos meus pais um dia vão orgulhar-se de mim, hoje apoiam-me incondicionalmente :)
João Prates- Qual foi a reacção dos colegas de curso quando viram um elemento do sexo feminino?
Sandra Bastos- Na altura como o curso foi realizado no liceu havia muitas meninas lá, era a turma toda de Desporto inclusive o Professor também tirou o curso mas a única que seguiu na arbitragem fui eu..
João Prates- Quais foram as principais dificuldades com que se deparou?
Sandra Bastos- 1 lugar não queria ser tratada como a coitadinha porque ser mulher, desde cedo comecei a trabalhar para ser bem aceite, nomeadamente por colegas e dirigentes da A.F.A comecei por trabalhar a minha condição física 2x por dia sozinha para mostrar que era capaz de estar a altura de um homem arbitro, depois tudo foi uma questão de lutar por cada objectivo.Na altura era uma novidade haver uma arbitro mulher havia muito poucas, ou seja senti na pele o machismo. Os clubes por vezes dificultavam por ser mulher mas com o tempo fui bem aceite e as pessoas mudaram... As pessoas envolventes no mundo do futebol (dirigentes, jogadores, colegas adeptos) hoje apoiam-me de uma forma fantástica e desde já lhes agradeço.. Hoje posso afirmar que tenho muito orgulho em arbitro e continuarei a trabalhar dia após dia.
João Prates- O que sentiu no primeiro jogo?
Sandra Bastos- Um nervosismo, um nó no estômago, não conseguia respirar e entrei um pouco em pânico, esta sensação só senti quando fiz o meu 1 jogo como arbitra, como assistente tremiam-me as pernas..
João Prates- Os jogadores sentem mais respeito por ser uma mulher a arbitrar ou são iguais? tem cuidado com o uso de palavrões?
Sandra Bastos- Com o tempo foi havendo mais respeito e hoje posso dizer que sinto que nos respeitam mais do que um colega arbitro.
João Prates- Existiu alguma situação engraçada nalgum jogo que nos queira contar?
Sandra Bastos- Tirando algumas situações que considero normal por ser Mulher , tive um miúdo que no final do jogo pediu-me para assinar as luvas dele e para tirar uma foto...
João Prates- Tem alguma referencia na arbitragem que lhe sirva de exemplo?
Sandra Bastos- Não tenho como exemplo mas agrada-me ver arbitrar nomeadamente Jorge Sousa, Olegário Benquerença e Pedro Proença.
João Prates- Em termos de futuro, quais são os seus objectivos?
Sandra Bastos- Estar presente num campeonato do mundo, nos jogos Olímpicos, vir a ser arbitra de Elite, quero dar esse orgulho aos portugueses, á nossa arbitragem ,ao nosso Futebol.
João Prates- Algumas palavras que queira deixar aos leitores deste blogue?
Sandra Bastos- Lutem sempre pelos vossos objectivos com garra ,dedicação, espírito de sacrifício e de uma forma séria,sejam persistentes.. Os resultados não aparecem de um dia para o outro leva o seu tempo... Amem o que fazem tenham paixão...E façam o favor de serem felizes e sorriam.

QUE GRANDE FALHANÇO :)

Aconteceu no Japão, Kato falhou um golo que...era o mais dificil de falhar!



terça-feira, 11 de janeiro de 2011

INFORMAÇÃO

Novo ano, nova vida e hora de mudanças!
Os comentários deste blogue passaram a estar a partir de hoje sujeitos a registo de conta no Google devido a continuidade da parte de alguns anónimos corajosos que continuam a escrever na sarjeta tentando perturbar o caminho daqueles que sabem o que querem e que procuram atingir os seus objectivos no trabalho e que em nada conseguem influenciar, mas fazer Delete a tanto lixo também cansa e posso gastar a tecla do PC :)
Este é um espaço meu, onde fiz e continuo a fazer grandes amizades e aqueles que dão a cara pelas suas opiniões de certeza que continuarão a escrever!


«Os homens de mérito fazem o seu trabalho sem se preocupar com a fama, a inveja dos tolos e dos petulantes encarrega-se de a fazer crescer»


VEJA ESTE GOLO DE CAVANI

Com a cabeça...nam...foi a escorpião como Higuita! Ora veja


PORQUE FALHAM OS SUCESSORES DE MOURINHO?


José Mourinho foi ontem considerado o melhor do mundo, e o seu legado nunca é fácil para quem o substitui, e o que tem acontecido sempre é o despedimento rápido dos seus sucessores, que razões para isso acontecer?
Sem duvidas que serão muitas, algumas mais fortes que outras, na minha opinião e talvez a principal é a relação que Mourinho estabelece com os jogadores, uma relação forte de amizade e profissionalismo em que cada um sabe o seu papel e a maioria dos treinadores não consegue manter uma relação assim com os jogadores.
Outra razão é sem duvida o querer mudar rapidamente tudo o que tenha sido feito por Mourinho e com êxito, os treinadores querem rapidamente colocar a sua marca no trabalho e muitas vezes mudam o que está bem feito esquecendo que esse não é o melhor caminho e os jogadores criaram rotinas e hábitos que são difíceis de mudar de um momento para o outro, um exemplo claro disso foi as profundas alterações que Benitez tentou fazer no Inter e criticando publicamente Mourinho pelo pouco trabalho de ginásio feito por Mourinho, será que os jogadores gostaram? penso que não...Mourinho deu-lhe tudo e mudar radicalmente o que foi bem feito tem os seus custos ainda mais quando se vence.
Outro dos aspectos importantes é a forma como Mourinho retira toda a pressão dos jogadores assumindo ele o protagonismo, que penso ser feito de forma calculada de maneira a que os jogadores apenas se preocupem com o seu trabalho e a nunca se desculpa com uma exibição menos feliz de um seu jogador protegendo-os sempre nestes casos.
Para Mourinho quando vence, todos vencem, quando perde, a derrota é só dele!

RESCALDO A JORNADA


Chegou ao fim a 1ª volta do campeonato português com o FC Porto na liderança e com mérito, foi a equipa mais regular e neste momento o principal candidato ao titulo, nesta jornada venceu o Marítimo de forma clara por goleada, continuando a deixar o Benfica a 8 pontos, o Benfica que vem ganhando mais consistência nestas ultimas jornadas e averbou nova vitoria, desta vez em Leiria.
Quem também parece estar mais consistente é o Sporting, que em casa venceu o Braga, esta época com mais dificuldades no campeonato português.
Olhanense foi a Vila do Conde somar os 3 pontos e continua a demonstrar uma grande segurança defensiva e a realizar um excelente campeonato.
A realizar um excelente campeonato também está o Beira Mar de Leonardo Jardim, que nesta jornada empatou no Funchal, sua terra natal.
Mozer entrou com o pé direito e causou surpresa em Guimarães ao vencer o vitoria e a Naval volta a sonhar.
Académica e Paços de Ferreira dividiram pontos num campeonato tranquilo para ambos, menos tranquilo está o Portimonense que averbou uma comprometedora derrota com o Setúbal em casa.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

MOURINHO O MELHOR DO MUNDO


Mais que o titulo de melhor do ,o que me deixou muito orgulhoso foi o facto de Mourinho ter falado em português e ter-nos feito sentir a todos um bocadinho daquele prémio! Excelente sem duvida e merecido!

EQUIPAS ALENTEJANAS NA SEGUNDA DIVISÃO


Na segunda divisão, Juventude de Évora (foto blogue Juventude) e Eléctrico empata enquanto Atl.Reguengos perde.

ZONA CENTRO

Sp.Pombal-2 Eléctrico-2

16º-Eléctrico 8

ZONA SUL

Juv.Évora-1 Madalena-1
Torreense-2 Atl.Reguengos-0

8º-Juv.Évora 20
9º-Atl.Reguengos 19

EQUIPAS ALENTEJANAS NA 3ª DIVISÃO


Na SERIE E, Crato ( foto blogue Crato) perdeu na casa do líder, na SERIE F, Vendas Novas e Aljustrelense goleiam em casa, Odemirense vence em Monte Gordo, Moura e União de Montemor perdem na Caparica e em Sesimbra.

RESULTADOS; SERIE E

1ºDezembro-1 Crato-0

7º-Crato 16

SERIE F

Vendas Novas-4 Messinense-0
Aljustrelense-4 Cova Piedade-1
Pescadores-2 Moura-1
Beira Mar-0 Odemirense-2
Sesimbra-2 U.Montemor-0

2º-Vendas Novas 24
3º-Odemirense 22
4º-Moura 21
8º-Aljustrelense 19
9º-U.Montemor 16

domingo, 9 de janeiro de 2011

DIVISÃO DE HONRA DA AF ÉVORA

Monte Trigo e Lus.Évora, dois dos principais favoritos ao titulo perderam hoje e viram Redondense ficar mais isolado na frente do campeonato, Escouralense venceu em casa a Giesteira, destaque para a goleada do Santiago Maior ao Bencatelense.

RESULTADOS

Escouralense-4 Giesteira-0
Perolivense-1 Monte Trigo-0
Calipolense-1 Viana-0
Borbense-2 Portel-1
Lus.Évora-0 Oriolenses-1
Santiago Maior-4 Bencatelense-0
Canaviais-0 Redondense-1

1º-Redondense 31
2º-Lus.Évora 27
3º-Escouralense 26
4º-Monte Trigo 25
5º-Calipolense 18
6º-Perolivense 18
7º-Viana 17
8º-Borbense 14
9º-Santiago Maior 13
10º-Portel 13
11º-Bencatelense 13
12º-Oriolenses 13
13º-Canaviais 13
14º-Giesteira 1

1ª DIVISÃO DA AF ÉVORA

Estremoz e Arraiolense continuam a vencer, surpresas em Mora, Alcáçovas e Aldeias de Montoito, com as equipas teoricamente mais fortes a perderem, Lavre continua a efectuar uma excelente recuperação e vence em casa.

RESULTADOS

Arraiolense-4 Cortiço-1
Arcoense-4 São Manços-1
Aldeense-1 Valenças-0
Luso Morense-2 Brotense-3
Lavre-3 Corval-2
Rosário-0 Estremoz-4
Vera Cruz-2 Santana-3
Alcaçovense-1 Cabrela-0

-Estremoz 37
2º-Arraiolense 29
3º-Valenças 28
4º-Cabrela 23
5º-Arcoense 22
6º-São Manços 22
7º-Lavre 22
8º-Santana 21
9º-Luso Morense 19
10º-Alcaçovense 18
11º-Rosário 17
12º-Corval 17
13º-Cortiço 16
14º-Aldeense 15
15º-Brotense 11
16º-Outeiro 7
17º-Vera Cruz 5

DISTRITAL DE PORTALEGRE

Na SERIE A, Gavionenses e Fronteirense vencem em casa pelo mesmo resultado e continuam nos dois primeiros lugares enquanto Castelo de Vide perde em Gafete.
Montargilense empata em Santo Amaro.

RESULTADOS, SERIE A

Gafetense-2 Castelo Vide-0
Gavionenses-3 Portus Alacer-2
Fronteirense-3 Alpalhoense-2
Santo Amaro-2 Montargilense-2

1º-Gavionenses 36
2º-Fronteirense 35
3º-Castelo Vide 25
4º-Gafetense 24
5º-Portus Alacer 20
6º-Monfortense 16
7º-Montargilense 15
8º-Santo Amaro 12
9º-Alpalhoense 2


Na SERIE B, no jogo grande da jornada O Elvas e Campomaiorense empataram, e Alegrete vence no campo do Esperança!

RESULTADOS

Santa Eulália-0 Degoladense-0
Portalegrense-0 Mosteirense-1
Campomaiorense-0 O Elvas-0
Esperança-1 Alegrete-2

1º-O Elvas 46
2º-Campomaiorense 43
3º-Alegrete 25
4º-Arronches 25
5º-Santa Eulália 21
6º-Esperança 19
7º-Portalegrense 17
8º-Mosteirense 14
9º-Degoladense 9

DISTRITAL DE BEJA

Despertar mais só na frente, venceu em Pias e aproveitou desaire caseiro do Castrense que foi surpreendido em casa pelo Ferreirense e fica assim mais longe do titulo.
Serpa vence em Beja, o Desportivo e sobe ao segundo lugar enquanto Rosairense vence em casa Vasco Gama.

RESULTADOS

Aldenovense-1 Milfontes-0
Des.Beja-0 Serpa-1
Castrense-0 Ferreirense-1
Rosairense-2 Vasco gama-1
Bairro da Conceição-2 Almodôvar-2
Panóias-4 São Marcos-1
Piense-0 Despertar-4

1º-Despertar 34
2º-Serpa 26
3º-Castrense 25
4º-Rosairense 21
5º-Vasco Gama 19
6º-Ferreirense 19
7º-Aldenovense 18
8º-Almodôvar 17
9º-São Marcos 14
10º-Milfontes 14
11º-Des.Beja 13
12º-Panoias 11
13º-Bairro da Conceição 9
14º-Piense 3

sábado, 8 de janeiro de 2011

UM GOLÃO....

Odil Ahmedov, médio do Uzbequistão marcou este golão nos inicio dos jogos asiáticos, ora veja



quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

ENTREVISTA A FRANCISCO AGATÃO

Francisco Matos, ou mais conhecido por Francisco Agatão foi e continua a ser mais um nome ligado ao futebol a levar o nome do Alentejo a outras paragens e a dignifica-lo. Uma das melhores entrevistas deste blogue, se não a melhor.
Como jogador representou clubes como O Elvas, Des.Beja, Boavista, Estrela Amadora onde foi campeão e Estoril onde terminou a carreira como jogador, enquanto treinador esteve como adjunto de Carlos Manuel em clubes como Braga, Sporting, Salgueiros, Campomaiorense e Santa Clara onde foi campeão.
Como treinador principal está desde 2005 no Operário dos acores.


João Prates- Numa carreira já longa no futebol e com sucesso, o que recorda de mais positivo na sua carreira até aqui?
Francisco Matos- Recordo todos os momentos, mesmo até os mais tristes, porque sei que cada um desses momentos serviu para me ajudar a crescer como homem e desportista. Sempre valorizei as pequenas coisas da vida, gestos, atitudes, conquistas por mais pequenas que tenham sido. Fui sempre muito sério e profissional no meu trabalho, colocando os interesses da equipa acima dos meus, talvez por isso tenha permanecido cinco anos no Boavista e mais cinco no Est. Amadora, chegando em qualquer um destes clubes a ostentar a braçadeira de capitão. Naturalmente que ter chegado ao Boavista como um perfeito desconhecido e me ter imposto como titular foi um dos momentos marcantes, assim como ter sido campeão no Est. Amadora. Ter tido a possibilidade de trabalhar num clube com a grandeza do Sporting com tudo o que acarreta estar ali, também foi muito importante e simboliza no fundo aquilo que tem sido a minha vida, subir a pulso os degraus da vida, com muito trabalho, profissionalismo e dedicação. Não posso contudo esquecer todos os outros clubes que representei, pois todos os eles contribuíram para a minha valorização pessoal e ajudaram-me a ser aquilo que sou hoje.
O melhor do futebol, fora as conquistas colectivas, que ficam nos anais da história dos clubes, são sem sombra de dúvidas, as pessoas que se cruzam no nosso caminho e que de uma maneira ou de outra nos ajudaram a crescer, quer se trate de dirigentes, treinadores, jogadores e até adeptos. Um bem haja para todos aqueles que me ajudaram.
João Prates- Saiu de Beja e andou pelos maiores palcos do futebol português, sente-se uma referencia para aqueles que também procuram outros palcos? afinal você é o exemplo que é possível!
Francisco Matos- Fica difícil saber em concreto se sou ou não uma referência para os mais novos, grande parte deles não me viu jogar, apenas me conhecem de nome. Sei que sou mesma pessoa, humilde e honesta, nada me subiu à cabeça, pois sei que no futebol tudo é efémero.
Cheguei à 1ª Divisão com 25 anos e ainda consegui participar em 8 campeonatos dessa divisão, realizando perto de 200 jogos, participação nas provas europeias e na Taça de Portugal, senti-me realizado e sei que tudo o que consegui foi à custa de muito trabalho e dedicação. Se por tudo o que consegui posso ser apontado como um exemplo a seguir, logicamente que fico feliz.
Aprendi que, tudo na nossa vida, é possível de alcançar, é preciso acreditar, sermos fortes em todos os aspectos, estarmos preparados para enfrentar todas intempéries e termos um bocadinho de sorte, sem esquecer que competência e conhecimento devem ser as nossas maiores virtudes.
João Prates- No nosso Alentejo existe jogadores com qualidade mas que muitas vezes se perdem por outros caminhos, que conselhos lhes daria aqueles que querem fazer do futebol vida?
Francisco Matos- No nosso Alentejo existem de facto jogadores de qualidade acrescentada, mas como todos nós sabemos, a qualidade deve ser exibida num todo, que adianta ter uns pés óptimos para a prática do futebol se depois a cabeça não ajuda. Ser jogador profissional de futebol não está ao alcance de todos, mas apenas daqueles predestinados. Tenho por hábito dizer aos jogadores, que é uma perda de tempo, não saber aproveitar esse dom que Deus lhes deu, se eles soubessem a quantidade de pessoas que gostariam de estar no lugar deles, talvez valorizassem mais a sua profissão.
Ser profissional de futebol implica sacrifícios, muitos, mas a compensação e a realização pessoal é bem maior e vem na sequência da entrega que temos. Fazer o que gostamos e ainda por cima sermos remunerados por isso é muito gratificante e um bom motivo para levarmos as coisas a sério. É uma profissão aliciante, mediática, compensatória e que nos dá a possibilidade de sermos felizes, para além de nos ensinar a respeitar o próximo(treinadores, colegas, árbitros, dirigentes e adeptos).
Para todos aqueles que reúnem condições técnicas, tácticas e físicas para a prática, não percam tempo a pensar no ontem e encarem cada dia como uma bênção na conquista de mais um objectivo. Já dizia o velho sábio que o caminho faz-se caminhando.
João Prates- Em termos de metodologias de treino, quais as principais diferenças que destaca desde o tempo que começou como treinador, até aos dias de hoje?
Francisco Matos- Muitas são as diferenças, logicamente, no meu tempo treinava-se de acordo com os conhecimentos que se tinha, o treino físico fazia-se à parte do treino tec/tac, não havia integração, 5ª feira estava instituído que seria o dia do treino de conjunto a campo inteiro. Eu ainda tive o privilégio de trabalhar com grandes preparadores físicos que trabalhavam muito bem. Hoje em dia o treino evoluiu para patamares onde se trabalha tudo(técnico, táctico, psicológico), o que o atleta precisa, sem deixar de haver contacto com a bola, coisa que no meu tempo era só utilizada ao fim de uma semana de trabalho.
O treinador é sobretudo um gestor de recursos humanos e naturalmente que tem que realizar o seu trabalho de acordo com os atletas que tem ao seu dispor e tentar potenciar ao máximo as suas capacidades. Uma das coisas que aprendi na minha desportiva é que o treino é sempre aquilo que os jogadores queiram que seja, senão estiverem disponíveis, nem preparados do ponto de vista psicológico, para o realizarem com empenho, vontade, compreensão, muito dificilmente haverá aquisição do que quer que seja, da unidade de treino.
Torna-se necessário para qualquer treinador nos dias de hoje, conseguir passar da teoria à prática, provando aos atletas que o trabalho que se realiza é o melhor para eles e para a equipa, sendo certo que os atletas também devem ter a sua opinião, porque no fundo são eles que jogam e quanto mais confortáveis se sintam no desempenho do seu trabalho mais e melhores resultados podemos ter. Todos temos que acreditar no trabalho que se desenvolve e será esse que nos pode conduzir ao sucesso.
João Prates- É adepto do treino integrado ou analítico?
Francisco Matos- Sou claramente a favor do treino integrado, por tudo aquilo que ele pode dar aos atletas na aquisição de comportamentos e valências que no jogo se revelarão decisivas para ganharmos mais vezes. Não deixo contudo de realizar exercícios analíticos, muito pelo simbolismo que os mesmos têm para os atletas, coisa que não devemos deixar de considerar.
João Prates- Como é neste momento o seu microciclo no Operário? É o seu microciclo ideal?
Francisco Matos- No Operário realizamos numa semana normal de trabalho, seis unidades de treino, sendo que na 4ª feira realizamos duas sessões. Muita preocupação com a recuperação dos atletas pois não nos podemos esquecer que viajamos de avião de quinze em quinze dias, com tudo o que acarreta do ponto de vista físico/psicológico, espera nos aeroportos pela bagagem, viagens de muitas horas, treinar num campo de relva sintética e jogar no continente em campos de relva natural, enfim um sem nº de coisas que não podemos deixar de ter em conta na preparação da semana.
Temos o cuidado de trabalhar todos os aspectos que achamos necessários para os atletas adquirirem a condição física, técnica e psicológica, no sentido de darem uma resposta eficaz no jogo.
É o microciclo ideal tendo em conta todas as condições de dispomos e modéstia à parte, temos conseguido potenciar ao máximo a qualidade individual e colectiva.
João Prates- Está desde 2005 no Operário, como se consegue estar tanto tempo num clube?
Francisco Matos- Estar seis anos num clube, nos dias de hoje, não é tarefa fácil e parece-me que é fruto de um conjunto de circunstâncias que de alguma maneira me têm favorecido. A direcção acredita e confia no nosso trabalho e isso é fundamental, senão mesmo decisivo, não nos podemos esquecer que quem manda no futebol são os dirigentes. Depois os resultados alcançados, antes de chegarmos, o Operário era uma equipa que não se conseguia afirmar na 2ª Divisão Nacional, neste momento e passados sete anos de permanência nesta divisão, conseguiu alcançar as melhores classificações da sua gloriosa história, merece o respeito das outras equipas, ganhou estatuto e é normalmente considerada uma das candidatas aos lugares cimeiros.
Por tudo aquilo que acabo de dizer existe uma grande empatia, sentimos-nos bem e vamos construindo o nosso caminho tendo sempre como objectivo melhorar em cada dia que passa.
João Prates- Ao longe como observa neste momento o futebol Alentejano?
Francisco Matos- Fica difícil fazer uma análise a esta distância e sem grande conhecimento de causa, apenas sei aquilo que vou lendo aqui e ali. O Alentejo está descapitalizado e à semelhança do que acontece com outras equipas do interior paga um preço elevado, pela falta de indústrias e de investimento. É uma pena que assim seja, sermos vetados ao esquecimento em todos os aspectos, mas não seremos certamente esquecidos no conhecimento e na competência e agora, mais do que à uns anos atrás, vão aparecendo treinadores qualificados que transmitem os seus conhecimentos aos atletas que orientam e de certeza que os frutos irão surgir, para eles e para os clubes onde desenvolvem o seu trabalho.
Faço votos para que num futuro próximo possamos ter uma equipa com destaque nas Ligas Profissionais e dar ao nosso Alentejo a visibilidade que facto merece.
João Prates- Quais são os seus treinadores referencias?
Francisco Matos- Trabalhei ao longo da minha carreira com vários nomes de referência, com todos tive uma relação honesta e profissional, recolhendo ensinamentos que me têm sido úteis na minha profissão. Gostei de todos e não vou fazer nenhum destaque individual apenas aproveitar para agradecer a ajuda que me deram.
Fico muito feliz que alguns deles tenham e continuem a ter muito sucesso não só em Portugal mas também no estrangeiro. Como português não fico indiferente ao sucesso do melhor treinador do mundo, aquele que tem conseguido êxito em todas as equipas que orienta, José Mourinho. Como adepto do futebol gosto, quem não gosta, daquilo que vemos Barcelona fazer em cada jogo que realiza e do seu principal mentor, Guardiola.
Não tenho referências, aprecio a forma como alguns dos treinadores colocam as suas equipas a jogar.
João Prates- Em termos de futuro, quais são os seus objectivos?
Francisco Matos- Sou ambicioso, mas sei qual o meu lugar e também sei que em Portugal quando se atinge uma determinada idade, somos considerados velhos para treinar, por isso entrego-me com muita paixão ao meu dia a dia, procuro transmitir aos jogadores que oriento, conhecimentos, que possam ser úteis na sua carreira e os ajudem a ser melhores e mais capazes.
Por conseguinte sinto-me realizado, tenho um grande orgulho em representar um clube com a grandeza humana que o Operário tem e que me tem proporcionado momentos muito bons.
João Prates- Algumas palavras que queira deixar aos leitores deste blogue?
Francisco Matos- Sou leitor assíduo do blogue, dou-te os parabéns pelo mesmo, tenho a certeza que é uma mais valia para a divulgação do desporto alentejano e dos respectivos intervenientes. Agradecer a amabilidade do convite e desejar a todos os leitores um grande ano de 2011. Bem hajas pelo teu trabalho e dedicação.

TRAMBOLHÃO DO SPECIAL ONE

Mourinho também cai...no banco! :)


terça-feira, 4 de janeiro de 2011

QUANDO SE JOGA COM UMA EQUIPA FAVORITA, QUE FAZER?

Este é um tema sobre o qual tenho a minha opinião bem formada e ela passa sempre por vencer, visto que se a minha equipa não é favorita nada tem a perder, contudo já ouvi opiniões diversas, entre as quais, que se sabemos que somos mais fracos, o importante é preparar a equipa para perder por poucos para que mentalmente não fique afectada, discordo totalmente desta opinião! Se teoricamente ou na classificação o adversário é mais forte será que a partida estamos derrotados? Tenho a certeza que não, poderão ser poucas, mas teremos as nossas hipóteses e o adversário se nos quer vencer terá sempre que o provar dentro do campo.O futebol é gerir emoções e num jogo em que existe claramente um favorito, as emoções e motivações dos jogadores são diferentes e isso poderá influenciar o que se vai passar dentro de campo. Primeiro que tudo á que reconhecer as nossas limitações perante o adversário, mas também a nossa qualidade, ser humilde na forma de encarar o jogo e arrogante no querer ganhar, e se á partida já existe uma equipa que é apontada como favorito a ganhar os 3 pontos, a menos favorita não tem nada a perder visto a derrota ser o resultado normal.Estes são os tipos de jogos para se jogar sem pressão, sem receio e com ambição de conquista, o importante não é só tentar anular o adversário, o importante aqui é também jogar, participar no jogo e procurar a vitória e vive-lo com a emoção devida!Por alguma razão existe grandes surpresas no futebol, acreditar é o primeiro passo para que continuem a acontecer.

«Quem tem algo pode perde-lo, quem não tem a única coisa que arrisca é a conquista-la»